Browsing All Posts published on »Novembro, 2012«

Em prosa #1 | Abrázame

Novembro 21, 2012 por

0

«Abrázame y no me digas nada, sólo abrázame. Me basta tu mirada para comprender que tú te irás. Abrázame como si fuera ahora la primera vez, como si me quisieras hoy igual que ayer. Abrázame. Si tú te vas te olvidarás que un día, hace tiempo ya, cuando éramos aún niños, me empezaste a amar y yo te di […]

Sobre Scolari, talvez

Novembro 18, 2012 por

0

Talvez, porque pode ser aplicável a uma série de outras ideias mal concebidas. Talvez, porque a conclusão Scolari é bom, mudando-lhe o sujeito aqui e ali, é usada com frequência a mais e critério a menos. Já vale tudo, às tantas. Contra factos não há argumentos! Um selecionador que em quatro grandes competições a nível […]

Chuvoso de barulho de fundo

Novembro 4, 2012 por

0

Fade in e ela entra em casa, sem paciência. Sem paciência, mas antecipa já toda a cena que vai fazer, e sabe que só vai ficar pior. Não interessa de onde é que ela vem, pode ser de um lado qualquer. Mas vá, imagina que é da rua e até pode ser que estivesse a […]