Em ano de Mundial, recordar Maradona

Posted on Junho 9, 2014 por

0


«Barrilete cósmico, ¿de qué planeta viniste para dejar por el camino a tanto inglés, y para que el país sea un puño apretado gritando por Argentina?»

Embora não vivido, vivido vezes inúmeras e nunca suficientes.

É difícil não ficar com a imagem, com a sequência, gravada na memória com apenas uma ou duas visualizações. Mas, hoje, nem é pela imagem: o fenomenal são mesmo os comentários. Qual Camacho, qual Iniesta, qual Espanha em dois mil e dez. Qual coisa que seja.

Experimentar ouvir o vídeo, e só ouvir – sem o ver, sem ver as imagens, as tais que já sabemos de cor. Fechar os olhos, aumentar o volume, imaginar o momento e ouvir.

Só ouvir.

Eu nem sou argentino e fico logo com pele de galinha. E é muito isto, também: o momento é relatado por um argentino, Víctor Hugo Morales, e ser relatado por um argentino equivale a ser recitado por um poeta.

 

Posted in: Desporto